Quinta-feira, 8 de Agosto de 2013

Tratamento da ejaculação precoce com antidepressivos

A ejaculação precoce pode por vezes estar ligada a questões como a ansiedade e a depressão. Estes problemas emocionais tornam o homem mais ansioso na sua intimidade, ficando mais propenso a sofrer de problemas de ejaculação precoce. Quando confrontados com a depressão do seu paciente, muitos médicos prescrevem antidepressivos de forma a lidar com o problema. No entanto, este tipo de medicação pode igualmente ter um efeito negativo na vida sexual do paciente.

 

 


Antidepressivos e ejaculação precoce

Os antidepressivos não só podem auxiliar na cura da depressão como também ter um efeito colateral que ajuda no tratamento da ejaculação precoce. Este facto ocorre pois este tipo de medicamentos entorpece e suprime muitas das hormonas que causam tanto a depressão como a ejaculação precoce. Os antidepressivos podem fazer com que o paciente se sinta confuso e apático, o que significa que ficará menos propenso a se envolver mental e emocionalmente em actividades sexuais, pelo que necessitará de ser menos estimulado e durará mais.

Quando este tipo de medicamento é administrado a quem sofre de ejaculação precoce, o seu uso pode ajudar a adiar o orgasmo durante vários minutos. Os medicamentos mais utilizados para este tipo de tratamento incluem inibidores selectivos da recaptação da serotonina tais como a fluoxetina, a paroxetina ou a sertralina e anti-depressivos tricíclicos como a clomipramina.

No entanto, antes de tentar convencer o seu médico de que necessita de tomar antidepressivos, é muito importante saber que muitos desses antidepressivos não são aprovados para o tratamento da ejaculação precoce, nem que esses mesmos medicamentos irão ajudá-lo a longo prazo. Os antidepressivos irão suprimir muitos dos factores que estão ligados a este problema do foro sexual, mas não vão realmente trabalhar para corrigir o problema. Quando o homem se encontra sem tomar qualquer tipo de medicação, este voltará a ter que lidar com o problema. Os antidepressivos podem também diminuir o desejo sexual. 

Fale com o seu médico se sofrer de ejaculação precoce e tenha em mente que esta disfunção não significa que tem uma condição que requer tratamento com antidepressivos. O seu médico poderá encaminhá-lo para um terapeuta sexual para que se a ejaculação precoce causar grandes problemas a nível sexual, de relações ou pessoal, se considere a terapia comportamental.

 

publicado por Tim às 10:31
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. 5 Formas de acabar com a ...

. A ejaculação precoce pode...

. Como explicar à sua parce...

. Tempe Spray - Uma nova so...

. Os problemas na próstata ...

. Como é que a baixa libido...

. O Viagra ajuda na Ejacula...

. Ejaculação precoce e circ...

. Exercícios Kegel para a E...

. Infográfico Ejaculação Pr...

.arquivos

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Gordura localizada

. Tema de hoje: virgindade

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds