Quarta-feira, 30 de Outubro de 2013

Ejaculação precoce e circuncisão

                                                                                                                          Pénis circuncisado            Pénis não circuncisado

 

 

A circuncisão é a remoção cirúrgica do prepúcio do pénis, estando associada geralmente a crenças religiosas ou culturais. Esta práctica é frequente em bebés do sexo masculino de origem muçulmana ou judaica, apesar de poder ser comum em algumas culturas ocidentais. Um dos motivos pelos quais a sociedade ocidental opta também pela circuncisão, é a melhoria dos hábitos de higiene íntima que ficam facilitados pela remoção do prepúcio. As pequenas glândulas por baixo do prepúcio secretam uma substância, que juntamente com as células mortas da pele formam o smegma. Nos homens não circuncisados a acumulação de smegma pode levar a infecções, devido às dificuldades de higienização e até mesmo a problemas de saúde graves.

 

Efeitos da circuncisão na ejaculação precoce

 

Apesar de a evidência científica não ser esclerecedora em relação aos efeitos da circuncisão masculina na ejaculação precoce, alguns estudos afirmam que a remoção do prepúcio, expõe as glândulas do pénis, o que por sua vez reduz a sua sensibilidade neste órgão. A redução da sensibilidade no pénis tem efeitos comprovados ao nível da ejaculação precoce, impedindo que o reflexo de ejaculação seja desencadeado demasiado cedo durante a relação.

 

Um estudo publicado em 2011 sobre a circuncisão como tratamento para a ejaculação precoce, revelou que os homens que se submeteram a esta cirurgia melhoraram o seu tempo de latência intravaginal de 64,25 segundos para 731,49 segundos. Após a cirurgia e um processo pós-operatório sem infecções ou inflamação, cerca de 95,7% dos homens revelou um melhor controlo no seu processo de ejaculação, devido à diminuição da sensibilidade do pénis.

 

A circuncisão pode talvez assim ser considerarada um método de tratamento para a ejaculação precoce, após a eficácia de outros métodos não ser verificada, principalmente em homens com um grau severo desta condição, cujo tempo de ejaculação é inferior a 30 segundos após a penetração, podendo mesmo ocorrer a ejaculação antes da entrada do pénis na vagina.

 

publicado por Tim às 13:47
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 22 de Outubro de 2013

Exercícios Kegel para a Ejaculação Precoce

Os exercícios Kegel são muito úteis nas mulheres grávidas e no pós-parto por fortalecerem o músculo pubo coccígeo e permitirem uma melhor recuperação.

Tal como nas mulheres, os exercícios Kegel nos homens têm como objectivo fortalecer o músculo pubo coccígeo, também conhecido como músculo do pavimento pélvico, permitindo que os órgãos sexuais masculinos tenham um melhor suporte e possam melhorar as funções dos músculos do esfíncter. Porém, o que a maioria das pessoas desconhece é que estes exercícios também são úteis para os homens, principalmente para aqueles que sofrem de ejaculação precoce.

 

 Como fazer exercícios Kegel?

 

Para começar os exercícios Kegel, o primeiro a fazer é localizar os músculos do pavimento pélvico. A melhor forma de o fazer é tentar parar o fluxo de urina ao urinar. A contracção muscular que sentir, é a contracção dos músculos do pavimento pélvico. Da mesma forma, pode ser útil saber que estes músculos são também usados na contracção do ânus. Agora que já sabe qual o músculo a trabalhar, apenas tem de o contrair e tentar mantê-lo assim durante o maior tempo possível. Ao início é normal que não consiga aguentar muito tempo, pelo que à medida que aumenta a frequência dos exercícios, a duração da contracção também vai aumentando. O passo seguinte é relaxar e contrair novamente, fazendo várias repetições e tentando suster a contracção durante 10 segundos.

 

Como podem os exercícios Kegel melhorar a ejaculação precoce?

 

Ao fortalecerem os músculos pélvicos, os exercícios Kegel permitem ao homem controlar a sua ejaculação.  Para tal, apenas tem fazer os exercícios imediatamente após atingir o ponto de não retorno, ou seja, o ponto em que o sémen se começa a deslocar pelo interior do seu pénis e a ejaculação é inevitável. Quando atingir este ponto, contraia os músculos pélvicos durante 10 ou mais segundos. Assim que a urgência em ejacular tiver desaparecido, relaxe os músculos e continue normalmente.

 

Os exercícios Kegel são simples de realizar e para além de fortalecerem os músculos do pavimento pélvico, podem ajudar a controlar a ejaculação. Porém, para alguns homens pode ser difícil saber qual o momento da sua aplicação durante a relação sexual, de forma a retardar a ejaculação. Nada que a prática desta técnica não resolva, sendo necessárias várias tentativas para que se consigam bons resultados. 

 

publicado por Tim às 11:15
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Terça-feira, 15 de Outubro de 2013

Infográfico Ejaculação Precoce em Portugal

Infográfico: Causas e Tratamentos da Ejaculação Precoce</a>

publicado por Tim às 14:29
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Terça-feira, 8 de Outubro de 2013

Como saber se sofre de ejaculação precoce?

Sinais que ajudam a detectar o problema

Existem vários sinais aos quais deve estar alerta para saber se sofre de ejaculação precoce. Um desses sinais prende-se com o orgasmo. Se, no seu caso, conseguir ter um orgasmo (ejacular) sem a estimulação constante e especifica para tal, pode ser que sofra de ejaculação precoce. Para quem sofre deste distúrbio, a combinação de uma pequena estimulação física e um grande poder de estimulação visual contribuem para uma ejaculação precoce, o que significa que o músculo pubo coccígeo do paciente não é suficientemente forte para conter a ejaculação, aquando de fortes estímulos sexuais. 

Outro sinal que poderá ajudar a saber se sofre de ejaculação precoce é o orgasmo quase instantâneo. Imagine uma escala de performance sexual que vai do 1 ao 10, sendo 1 a etapa de inicio da excitação e o 10 a etapa da ejaculação. Um homem que sofre de ejaculação precoce percorre toda esta escala de forma bem mais rápida do que um homem que não sofra do distúrbio. Isto explica igualmente o facto do paciente com este problema desenvolver mais rapidamente uma erecção do que um homem que não sofre de ejaculação precoce. 

Um sinal pouco comum mas que pode servir de exemplo é a dificuldade que pode ocorrer em controlar a ejaculação quando se encontra com as pernas afastadas. Pode parecer estranho mas quando um homem que sofre de ejaculação precoce se masturba, poderá sentir dificuldade em controlar a ejaculação quando tem as pernas mais afastadas uma da outra. Pelo contrário, se este se masturba com as pernas a tocar uma na outra, poderá mais facilmente controlar as suas ejaculações. Se procura saber se sofre de ejaculação precoce, faça esta pequena experiência da próxima vez que se masturbar. 

 

 

publicado por Tim às 11:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 2 de Outubro de 2013

Ejaculação Precoce Afecta 40% dos Homens

Os dados mais recentes da Sexual Advice Association do Reino Unido, afirmam que mais de 40% dos homens sofrem de ejaculação precoce ao longo da sua vida. Apesar de esta condição ser mais frequente em homens mais jovens e com pouca experiência sexual, tem vindo a aumentar a sua prevalência devido a alguns factores desencadeantes como o stress e a ansiedade, comuns na vida profissional do século XXI.

 

Mesmo sendo uma condição comum entre o sexo masculino, a ejaculação precoce permanece muitas vezes sem tratamento, sendo a vergonha um dos principais motivos pelo que os homens não consultam o seu médico ou procuram uma solução para este problema. A ejaculação precoce afecta homens de todas as idades, mesmo que no passado tenham conseguido um tempo de ejaculação normal e não tenham revelado problemas do foro sexual.

 

Quando procurar ajuda?

 

Procurar ajuda pode ser difícil, principalmente quando os sintomas da ejaculação precoce permanecem pouco esclarecidos. Pode classificar-se como ejaculação precoce a ejaculação em menos de 2 minutos após a penetração ou mesmo antes de esta ocorrer. Os episódios de ejaculação precoce têm de ser frequententes para que esta se possa classificar como tal. Sofrer de ejaculação precoce esporadicamente não traduz a condição e não exige tratamento, sendo na maioria dos casos causada por nervosismo ou ansiedade relativamente à relação sexual ou a uma nova parceira.

 

Se os episódios de ejaculação precoce são sistemáticos, deve procurar tratamento. O aconselhamento médico online ou pessoalmente é a melhor solução para tratar este problema, podendo este resolver-se com terapia sexual (aconselhamento psicológico, exercícios, etc) ou com recurso a medicamentos que ajudem a retardar a ejaculação. A ejaculação precoce pode ter consequências graves no sexo masculino, levando muitas vezes à depressão e ao aumento da ansiedade, que apenas agravam o problema e levam ao isolamento do homem. Falar abertamente com a parceira sobre a ejaculação precoce permite que o casal consiga ultrapassar este problema e evita os conflitos e distanciamento.

 

 

 

 

publicado por Tim às 10:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. 5 Formas de acabar com a ...

. A ejaculação precoce pode...

. Como explicar à sua parce...

. Tempe Spray - Uma nova so...

. Os problemas na próstata ...

. Como é que a baixa libido...

. O Viagra ajuda na Ejacula...

. Ejaculação precoce e circ...

. Exercícios Kegel para a E...

. Infográfico Ejaculação Pr...

.arquivos

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Gordura localizada

. Tema de hoje: virgindade

blogs SAPO

.subscrever feeds